Terça-feira, 19 de setembro Bom dia! Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado.

Cumprindo a tradição. Temer discursa hoje na abertura da Assembleia Geral da ONU, em Nova York. É sempre o chefe de Estado brasileiro que abre o encontro, porque o país foi o primeiro a aderir ao organismo internacional, em 1945. Ontem à noite, em jantar com o presidente dos EUA, Donald Trump, Temer defendeu que a pressão sobre a Venezuela continue e o americano classificou a situação no país como ‘inaceitável’. As atenções do mundo voltadas a NY e também ao furacão Maria, que foi elevado à categoria máxima e ameaça ilhas do Caribe com ventos que superam os 260 km/h.

Discurso e encontros em NY

Temer deve abordar, em seu discurso de abertura da 72ª Assembleia Geral das Nações Unidas temas como desenvolvimento sustentável, direitos humanos e democracia. Ele também terá encontros com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres; presidente do Estado da Palestina, Mahmoud Abbas; presidente da República Árabe do Egito, Abdel Fattah El-Sisi; e primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu;

  • Veja os principais temas que devem ser tratados na Assembleia Geral da ONU

Temer e Trump

  Trump e Temer em jantar em NY (Foto: Reprodução/Twitter/Palácio do Planalto )

Trump e Temer em jantar em NY (Foto: Reprodução/Twitter/Palácio do Planalto )

No encontro entre Donald Trump, Michel Temer e outros três presidentes latinos ontem à noite o assunto foi Venezuela. Durante o encontro, o americano disse que quer que a Venezuela restaure sua democracia e que a situação no país é inadmissível. Temer, ao sair, afirmou que houve uma “coincidência” de posições de que a pressão diplomática sobre Caracas deve continuar para que se chegue a uma solução democrática.

Reforma da Previdência

O Planalto decidiu deixar a reforma da Previdência para depois da votação da 2ª denúncia contra Temer na Câmara, informa Gerson Camarotti.

Reforma política

As duas propostas de reforma política voltam à pauta do plenário da Câmara. O Congresso tem até o dia 7 para fazer mudanças nas regras eleitorais que se tornem válidas na eleição de 2018. No Senado, começa a discussão do projeto que acaba com a propaganda partidária, restringe a propaganda eleitoral e cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

Furacão Maria

  Imagem de satélite mostra o olho do furacão Maria se aproximando da ilha de Dominica, no Caribe, na noite de segunda-feira (18) (Foto: NASA via AP)

Imagem de satélite mostra o olho do furacão Maria se aproximando da ilha de Dominica, no Caribe, na noite de segunda-feira (18) (Foto: NASA via AP)

Maria tocou solo na ilha de Dominica, no Caribe, ontem à noite. Com ventos de 260 km/h, ele é um furacão de categoria 5, o máximo na escala. Segundo o serviço meteorológico local, Maria pode ser o mais forte furacão a atingir a ilha de 75 mil habitantes até hoje. Todos os portos locais estão fechados e a população que vive perto do mar foi encaminhada a abrigos. O G1 acompanha em tempo real.

Supremo

STF decide se investigação sobre ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes, com base na delação da Odebrecht, fica no Supremo ou irá à Justiça Federal no RJ. A 1ª Turma da corte decide se condena ou absolve senador Sérgio Petecão (PSD-AC) por crime eleitoral.

R$ 1 bi em ‘contas de mortos’

Auditoria do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) identificou ao menos R$ 1,01 bilhão em recursos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) retidos em instituições financeiras. Segundo a CGU, tratam-se de pagamentos de benefícios, como aposentadorias, transferidos para contas de pessoas mortas. O G1 explica.

Curtas e Rápidas

   (Foto: Heloise Hamada / G1)

Chevrolet lança o SUV Equinox

Blog da Mariza Tavares: Virada da Maturidade tem filme sobre amor depois dos 70

Blog da Lia Salgado: Veja como escolher o material de apoio de acordo com o seu perfil

Previsão do tempo

Calor não deve dar trégua em quase todo o país, mas pode chover à tarde em locais onde o tempo anda extremamente seco, como SP, PR, GO e MT. Pancadas isoladas devem ocorrer em todo o Norte e também na faixa litorânea entre ES e PB. Mar vai ficar agitado no Nordeste. Veja as temperaturas nas capitais.