SUA AGENDA: Sexta-feira, 10 de novembro Bom dia! Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado.

De um lado, um partido rachado; do outro, políticos ávidos por cargos. Com um gesto brusco, o senador Aécio Neves reassumiu ontem o comando do PSDB ao afastar o interino Tasso Jereissati da presidência da sigla – mais um episódio da disputa entre os que querem permanecer no governo e os que desejam desembarcar. O cabo de guerra tucano é acompanhado com atenção pela base aliada, que pressiona Temer por uma reforma ministerial. Nesta quinta, líderes deram um recado claro ao presidente: sem troca de ministros, não há chance de aprovar a reforma da Previdência. Já a nova lei trabalhista, sancionada há 4 meses, passa a valer amanhã. O G1 explica as mudanças em pontos como férias, jornada de trabalho, remuneração e plano de carreira. E os presidentes de EUA e Rússia podem se encontrar novamente hoje; desta vez, no Vietnã.

Nova lei trabalhista

   (Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas)

(Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas)

Quatro meses após ser sancionada por Temer, entra em vigor no sábado (11) a nova lei trabalhista, que traz mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). As novas regras valerão para todos os contratos de trabalho vigentes, tanto antigos como novos.

Alguns pontos da nova lei poderão ser colocados em prática imediatamente, enquanto outras mudanças previstas precisarão ser negociadas entre trabalhadores e empresas. O G1 explica as principais mudanças com a nova lei.

Troca de ministros

Uma troca de ministros deve começar a ser negociada ainda em novembro e pode ser concluída em dezembro. Sob pressão de aliados, Temer admitiu que a reforma ministerial será “inevitável” e disse que saberá o “momento certo” para fazer as mudanças. As trocas no primeiro escalão foram a condição imposta pela base para a aprovação da reforma da Previdência, principal objetivo do governo para este ano.

Racha tucano

  O senador Aécio Neves (PSDB-MG)  (Foto: Ueslei Marcelino / Reuters)

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) (Foto: Ueslei Marcelino / Reuters)

O G1 segue acompanhando o racha no PSDB. O senador Aécio Neves reassumiu o comando do partido ao afastar o interino Tasso Jereissati da presidência. Está claro que o episódio é uma disputa entre os que querem permanecer no governo e os que desejam desembarcar.

Polícia Federal

Novo diretor-executivo da Polícia Federal, número 2 da instituição, pode ser definido hoje. Sandro Avellar, ex-secretário de Segurança do DF, é o mais cotado.

Trump e Putin

  Donald Trump (Foto: Kiyoshi Ota / Pool / Reuters)

Donald Trump (Foto: Kiyoshi Ota / Pool / Reuters)

Moscou anunciou que os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e dos Estados Unidos, Donald Trump, se reunirão hoje no Vietnã, à margem da reunião de cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC). Washington, porém, não confirma. G1 acompanha.

Insegurança no Rio

Desmotivados e com medo da violência, muitos jovens decidem sair do Rio de Janeiro em busca de segurança e de um novo começo de carreira. A falta de liberdade por causa da insegurança é uma das comparações feitas pelas jovens entrevistadas pelo G1.

Enem

  Capa do caderno de provas do primeiro dia do Enem 2017 (Foto: Ana Carolina Moreno / G1)

Capa do caderno de provas do primeiro dia do Enem 2017 (Foto: Ana Carolina Moreno / G1)

Hoje tem ‘Fogueira do Enem’, a partir das 14 horas. O assunto é Química. Participe!

Curtas e Rápidas