Noticias do Carnaval 2018

Casa do Carnaval recebe primeiros visitantes no centro histórico

Casa do Carnaval
Foto: Ignácio Teixeira
Um dia após ser inaugurada pela Prefeitura, a Casa do Carnaval, localizada no Centro Histórico, entre o Terreiro de Jesus e a Praça da Sé, ao lado do Plano Inclinado Gonçalves, recebeu a visita de 152 pessoas, de acordo com levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), órgão responsável pelo agendamento dos interessados em conhecer o primeiro museu do país dedicado à folia.
Durante o mês de fevereiro – exceto os dias de folia entre 9 e 14 -, a Casa do Carnaval funcionará para grupos agendados, em esquema soft opening. Até as 16h da última terça-feira (6), outras 218 pessoas agendaram a visita para amanhã (7). O telefone para fazer o agendamento é 71 3324-6760. Além do público baiano e de turistas, artistas como Flora Gil, Daniela Mercury, Xanddy, Márcio Victor, Armandinho, Mariene de Castro, Gerônimo e Vovô do Ilê visitaram o espaço.
Para o secretário Claudio Tinoco (Cultura e Turismo), a receptividade de baianos e turistas com a Casa do Carnaval é o reflexo da dimensão da representatividade e do legado da festa. “Não à toa somos a Cidade da Música e fazemos o maior Carnaval de rua do mundo”, frisou. A partir de março, o espaço será aberto ao público das 11h às 19h. Os ingressos custarão R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

PELÔ tem decoração inspirada nos 200 anos de Revolta dos Búzios

Revolta dos Búzios em cena
Foto: Luciano Rosado
    A decoração carnavalesca do Pelourinho deste ano assinada por Telma Calheira é inspirada no tema 220 anos da Revolta dos Búzios – Igualdade e Liberdade, já pode ser visitada.
Autodidata de Ibirataia, cidade pequena e tranquila do sul da Bahia, a artista plástica Telma Calheira trabalha com decoração há vinte anos, e suas obras trouxeram alegria a quase todos os Carnavais durante este período. Em 2018, o grande desafio para a artista é transformar a Revolta dos Búzios em matéria festiva. Um evento histórico recheado de acontecimentos trágicos foi desconstruído em fortes elementos decorativos para despertar a curiosidade do folião pela história.
“Desenvolver a Revolta dos Búzios foi bem difícil, pesquisei, não dava para errar. Mostrar 220 anos da revolta através de uma festa, eu precisava de elementos fortes para contar essa história”, revelou Calheira. Apostando nos ideais que motivaram a revolta mais significativa do Brasil, Igualdade e Liberdade, a artista utilizou peças grandes com os símbolos do acontecimento. Através de pórticos, postes com mandalas, com caricaturas dos revolucionários abolicionistas, e dos requisitados bonecos gigantes, a decoração revive com arte os ideais centenários do povo brasileiro.
A qualidade do material é fator importante na decoração exposta a céu aberto. Selecionados com afinco, os belíssimos tecidos africanos utilizados na ambientação festiva foram garimpados em São Paulo pela artista. “Além das inúmeras figas, das mandalas com quase 3 metros, e para atender as cobranças pelos bonecos, confeccionamos diversas peças grandes num tempo bastante apertado”, revelou Telma que também é responsável pela ornamentação pública em diferentes cidades espalhadas pelo país, em diferentes épocas. A artista baiana coleciona trabalhos em ambientação sobre as temáticas natalina, carnavalesca e junina.

CAMAROTES destroem praça e canteiros de flores de Ondina. É Carnaval.

Em nome da folia os canteiros de flores desapareceram
Foto: BJÁ

A instalação de camarotes em Ondina destruiu provisoriamente a praça Orugan e os canteiros de flores e grama em frente ao Centro Espanhol. Nessa época do ano viram terra arrasada.

   Depois do Carnaval são refeitos, cremos com despesas pagas pelos donos dos camarotes. Neste 2018, o número de camarotes no circuito Barra-Ondina diminuiu bastante. Os salgados preços que esses equipamentos estavam cobrando fez com que, a população, sem dinheiro, optasse por brincar na rua.

Transalvador disponibiliza 5 mil vagas de estacionamento para Carnaval

Momento do Furdunço
Foto: PMS
Os foliões que desejarem ir com os próprios veículos para o Carnaval poderão contar com quase 5 mil vagas de estacionamento, que foram disponibilizadas pela Transalvador. Será possível optar pelo estacionamento Zona Azul, nas proximidades dos circuitos, ou ainda pelos estacionamentos remotos, nos shoppings Salvador e Salvador Norte.
As vagas de Zona Azul estarão distribuídas em vias próximas aos circuitos Dodô (Barra – Ondina) e Osmar (Campo Grande – Praça Castro Alves). Serão, ao todo, 2.890 vagas, com valor único de R$20 a cartela, localizadas na marginal da avenida Anita Garibaldi, no acesso à Federação; Avenida Anita Garibaldi, sentido Centro, trecho entre o Hospital Jorge Valente e o Monumento a Clériston Andrade, incluindo as marginais; Avenida Anita Garibaldi, sentido Rio Vermelho, trecho a partir da Alameda Guedevile; Av. Estados Unidos; Av. da França; Rua Portugal; Rua da Conceição da Praia; Rua da Mouraria; Av. Joana Angélica/UCSAL, entre o IPS e a Rua Nova do Paraíso; Rua da Salete; Ladeira do Salete e Vale dos Barris.
Também haverá vagas de zona azul na rua Comendador José Alves Ferreira; Rua Professor Paulo Almeida (atrás da GTRAN); Ladeira da Fonte (Concha Acústica); Rua Professor Aristides Novis, São Lázaro – Federação; Av. Reitor Miguel Calmon (Vale do Canela), trecho entre o Colégio Odorico Tavares e a Concessionária Marvel; Rua Juiz Rosalvo Torres, marginal da Av. Centenário, sentido Barris; Rua Sabino Silva, em ambos os sentidos, a partir do primeiro retorno sentido Ondina; Av. J. J. Seabra, trecho entre o Terminal Aquidabã e o Mercado São Miguel.
Já quem preferir deixar o veículo num local mais distante da festa, terá a opção de utilizar os estacionamentos remotos nos shoppings Salvador e Salvador Norte. Serão 2 mil vagas disponibilizadas nos centros de compras, sendo 1.200 no Salvador Shopping, e 800 no Salvador Norte. Os foliões que optarem pode deixar seus veículos nestes locais poderão utilizar o Expresso Carnaval, um ônibus que fará o trajeto entre o centro de compras e a festa, deixando-os em locais como Ondina, Barra e avenida Anita Garibaldi. O Expresso terá o valor único de R$25 por pessoa, para ida e volta.
Proibição – Os condutores deverão estar atentos também aos locais onde não será permitido o estacionamento de veículos. São eles a rua Djalma Ramos, a partir da intersecção com a Rua Deocleciano Barreto até o Edifício Portal da Avenida; Av. Centenário; Rua Deocleciano Barreto entre a Av. Centenário e o número 226; Rua Miguel Burnier; Rua Afonso Celso; Rua Marquês de Caravelas, entre a Av. Oceânica e a Rua Miguel Burnier; Rua Alfredo Magalhães; Rua Prof. Lemos Brito, trecho entre a av. Oceânica e a Rua Afonso Celso; Rua Francisco Otaviano; Rua Prof. Fernando Luz; Rua Leoni Ramos; Av. Princesa Izabel; e a Av. Princesa Leopoldina, em ambos os sentidos.
Também não será permitido o estacionamento na Av. Sete de Setembro – da Ladeira da Barra ao Farol da Barra; Av. Presidente Vargas (Rua N); Av. Adhemar de Barros; Av. Oceânica – em toda sua extensão; Rua da Paciência; Rua João Gomes; Av. Reitor Miguel Calmon (Vale do Canela), exceto o trecho entre o Colégio Odorico Tavares e a Concessionária Marvel, que é regulamentado como estacionamento Zona Azul; e na Av. Anita Garibaldi, no trecho compreendido entre a Praça Lord Cochrane e o Monumento a Clériston Andrade, em ambos os sentidos.

Lançada Campanha de Prevenção às DSTs para o Carnaval Salvador

Presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros
Foto: Valter Pontes
Para conscientizar foliões sobre a importância de um Carnaval mais seguro e livre de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), o prefeito ACM Neto lançou, na última terça-feira (6), ao lado do ministro da Saúde, Ricardo Barros, a Campanha de Prevenção do Carnaval 2018, que tem como tema: “Prevenir é Viver o Carnaval #VamosCombinar”. O lançamento foi realizado em evento que ocorreu no Teatro Gregório de Mattos, na Praça Castro Alves.
Além do prefeito e do ministro, estiveram presentes na cerimônia o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, o secretário de Saúde do Município, José Antônio Rodrigues Alves, e do Estado, Fábio Vilas-Boas, o consultor do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) na Bahia, Javier Angonoa, a professora do Instituto de Saúde Coletiva da Ufba Inês Dourado, entre outras autoridades. O evento contou com a apresentação do mais belo dos belos, Ilê Aiyê, e do grupo de dança da FitDance.
Peças publicitárias serão veiculadas na TV, rádio e jornal de todo o país entre esta terça-feira (6) e o dia 2 de março. Em Salvador, a campanha de prevenção terá como dois importantes pilares a realização do Fique Sabendo, que consistem em testes rápidos para detecção de HIV, Sífilis e Hepatite B e C, além da distribuição de 2 milhões de preservativos em áreas estratégicas e nos circuitos da folia.
“Vejam, portanto, que há uma preocupação ampla e completa em levar esta consciência para toda a população sem preconceito e sem medo. Sabemos que ainda há muito receio de fazer o exame, no entanto, é fundamental que isso aconteça para que o tratamento, quando necessário, possa ser adotado. É por isso que vamos mobilizar todo o esforço possível com a Prefeitura e autoridades envolvidas”, disse ACM Neto.
O ministro Ricardo Barros lembrou que, apesar de a taxa de detecção de Aids ter tido uma queda de 5,2% entre os anos de 2015 e 2016, o número de detecção entre os jovens com idades entre 15 e 24 anos tem aumentado nos últimos dez anos. Entre os homens de 15 a 19 anos, a taxa de detecção passou de 2,4 casos por cem mil habitantes, em 2006, para 6,7 em 2016. Entre os homens com idades entre 20 e 24 anos, passou de 16 casos de Aids por 100 mil habitantes, em 2006, para 33,9 casos em 2016.
Além disso, de acordo com pesquisa do Ministério da Saúde, os jovens são quem menos usam preservativos, o que reforça ainda mais a importância de conscientizar e de ter o público como foco da ação. “Queremos com a Campanha #Vamoscombinar que as pessoas combinem com os seus parceiros para que não aumentemos o número de portadores de HIV no Brasil”, finalizou o ministro.
Em todo o país, serão distribuídos pelo Ministério da Saúde 106 milhões de preservativos masculinos, 200 mil femininos e 3,8 milhões de unidades de gel lubrificante. Cerca de 830 mil pessoas vivem com HIV e Aids no país. São 694 mil pessoas diagnosticadas e 548 mil em tratamento. Estimam-se que 136 mil pessoas ainda não saibam que estão com HIV. A estimativa indica ainda que 196 mil pessoas sabem que tem o HIV, mas não fazem tratamento.
Fique Sabendo – Os testes rápidos serão realizados no Multicentro da Carlos Gomes, no Centro, e em uma estrutura montada na Barra, nas proximidades do Farol. A unidade do Centro funcionará das 9h às 21h, e a da Barra, das 12h às 21h. Para atender aos foliões, a Prefeitura disponibilizará uma equipe formada por 70 profissionais, como enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e bioquímicos, treinados, não só para realizar o exame, mas para dar encaminhamento necessário aos assistidos.
Ano anterior – No Carnaval do ano passado, as unidades instaladas pela Secretaria Municipal de Saúde para atender ao público do Carnaval realizaram 7 mil testes rápidos dentre os quais houve 42 resultados positivos para HIV, 200 para Sífilis, 13 para Hepatite B e dez para Hepatite C.

Vândalos destroem nove contêineres climatizados para o Carnaval

Destruição: até os aparelhos de ar condicionado levaram
Foto: Jefferson Peixoto
   A Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), responsável pela instalação de sanitários químicos e contêineres climatizados para uso dos foliões durante o Carnaval, contabilizou nove equipamentos climatizados vandalizados nos últimos dias. Cinco contêineres danificados estão situados na Barra, próximo ao Hospital Espanhol, dois na Garibaldi e dois no viaduto Mãe Menininha do Gantois, que liga o Campo Grande ao Vale do Canela.
As principais avarias identificadas nos equipamentos pela Limpurb foram: 12 lâmpadas e luminárias furtadas, seis vasos sanitários, três ar-condicionados modelo split e seis torneiras também furtadas, além de toda parte elétrica – fiação, caixas de disjuntores, três painéis termo acústicos e forro de PVC quebrados. Para reparar todos os danos em tempo hábil, garantindo a utilização dos equipamentos durante o período carnavalesco, foi contabilizado um prejuízo de, pelo menos, R$ 50 mil ao erário municipal.
A instalação dos contêineres climatizados teve início há um mês diante da complexidade com o procedimento – maior do que, por exemplo, a instalação de banheiros químicos. O presidente da Limpurb, Kaio Moraes, explica que a antecedência na instalação dos contêineres se faz necessária porque é preciso estruturar os pontos de água, luz e esgoto para que os cidadãos possam usar as estruturas sem transtornos durante a folia.
“Uma festa como o Carnaval de Salvador não se faz da noite para o dia. Trabalhamos com planejamento e essa antecedência para dispor os contêineres é necessária para que eles estejam aptos para o uso durante a folia. Nós estamos oferecendo um equipamento com mais conforto para os foliões e fomos surpreendidos com estes atos perversos de vandalismo. Quem faz isso não percebe que está prejudicando a si próprio, afinal é dinheiro público jogado fora que poderia ser investido em outras áreas”, frisou.
O esquema do órgão para o Carnaval conta com a instalação de 3 mil sanitários químicos e 72 contêineres climatizados em diversos pontos estratégicos do circuito carnavalesco. Para evitar que novas ações de vandalismo aconteçam, a Limpurb contratou seguranças para o período noturno, quando há uma menor circulação de pessoas nas vias públicas nos dias que antecedem o Carnaval. Os seguranças estarão em atividade até o início da festa, a partir de hoje quarta-feira (7).

Detran vistoria trios elétricos e promove capacitação para motoristas

Vistoria rigorosa nos trios
Foto: Carol Garcia
    Detran vistoria trios elétricos e promove capacitação para motoristas
Com o objetivo de garantir cada vez mais segurança no Carnaval, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran) promove uma série de cursos de capacitação para condutores de trios elétricos e carros de apoio, na sede da Escola Pública de Trânsito, em Salvador. O órgão também está realizando, desde a semana passada, a vistoria desses veículos, com previsão de conclusão no dia 9 fevereiro. A vistoria é realizada na orla da Boca do Rio.
A capacitação dos profissionais aborda situações que podem ocorrer durante o percurso nos circuitos do Carnaval, e que os profissionais devem estar preparados. O curso traz temas como Noções de Legislação de Trânsito; Condução preventiva; Relacionamento Interpessoal; Conscientização de riscos com a rede elétrica, e dimensionamento dos trios e proximidades destes com a rede elétrica.
Segundo Carlos Moura, coordenador de Segurança e Educação para o Trânsito do Detran, “o intuito dos seminários é levar informações técnicas e sobre as legislações, para que o condutor possa conduzir os veículos com segurança, evitando acidentes”.
O instrutor do Detran, Yuri Oliveira, destacou a importância da iniciativa. “Um evento como o Carnaval de Salvador exige uma necessidade maior de um comportamento preventivo. Esses motoristas conduzem veículos de grande porte, adaptados com sonorização, e transitam em meio a uma multidão. Precisam, acima de turno, ter controle emocional, entendendo todas as necessidades técnicas e gestão de riscos. O curso ajuda a ampliar essa visão de prevenção.
Além de ações eminentemente ligadas à condução e a capacitação dos condutores, o Detran, em parceria com a Policia Militar da Bahia (PMBA), intensificarão o número de blitzes nos principais pontos de acesso à folia. A medida visa inibir o número de condutores alcoolizados nas ruas, garantindo maior segurança para foliões e sociedade.
Vistoria de trios
A vistoria de trios visa observar os componentes mecânico, elétrico, estrutural e de freios, além da fiscalização de equipamentos contra incêndio e do estado dos pneus e geradores. Também são realizados reparos nos veículos quando necessário.
“A preocupação do Detran é verificar documentação, licenciamento, além da identificação desses veículos. Também observamos a parte mecânica, elétrica, de segurança e, principalmente, as dimensões de cada trio e carro de apoio, que precisam estar em conformidade com as medidas estipuladas para desfilarem nos circuitos”, explicou o perito do Detran, Domingos Lemos.
Limpurb diz que colocar banheiros químicos na orla da Barra 'harmonizou interesses'

Foto: Reprodução / Facebook

A Limpurb defendeu a instalação de banheiros químicos na orla da Barra e afirmou que a localização dos equipamentos foi pensada de forma a “harmonizar interesses” de moradores do bairro e foliões. Em nota, o órgão da prefeitura lembrou que os banheiros foram posicionados no local já no Carnaval de 2017. “Esta nova disposição adotada desde o ano passado harmonizou os interesses dos moradores, comerciantes e de quem vai curtir a folia. Além disso, ajudou a preservar o bairro, trouxe mais conforto para os foliões, diminuição da incidência de xixi na balaustrada, registro de uma menor quantidade de resíduos jogados no mar e uma maior facilidade em encontrar os equipamentos”, argumentou a Limpurb no texto. A colocação dos banheiros químicos na balaustrada da Barra gerou críticas nas redes sociais por bloquear a visão da praia para quem estiver na pista ou nas calçadas (veja mais). Até 2016, os equipamentos eram instalados nas ruas internas e, segundo a Limpurb, a administração pública também sofria duras críticas dos moradores e comerciantes do local. “Com a intenção de atender os interesses dos residentes do bairro e dos foliões, os equipamentos foram transferidos para a via principal, onde há uma grande aglomeração de pessoas por conta da concentração dos blocos”, relata a nota. A Limpurb instalou cerca de três mil sanitários químicos nos circuitos do Carnaval e mais 72 contêineres climatizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *