Geladinhos de espumante, gourmet e acarajé delivery: baianos apostam na criatividade para ganhar dinheiro no verão

Quando passa com sua bicicleta amarela pelas ruas do bairro de Periperi, em Salvador, a técnica em automação Émile Dantas, de 25 anos, já é logo reconhecida pelos moradores. Ficou famosa, além da irreverência, pelos geladinhos que vende, com sabores diferenciados, gourmets e até com teor alcoólico para se diferenciar dos demais vendedores do produto.

A baiana é uma das pessoas entrevistadas pelo G1 que estão apostando na criatividade, sobretudo com relação a produtos já bastante conhecidos, para ganhar um dinheiro extra no verão. Tem gente até aumentando tamanho de acarajés e abarás e fazendo a entrega dos quitutes em domicílio, ou mesmo lançando no mercado produtos como geladinhos de espumante.

No caso de Émile, a ideia de inovar nos sabores do geladinho – os clientes encontram até de catuaba -, e usar uma bicicleta para ir de casa em casa vender o produto, veio depois que a família dela se viu diante de uma dívida inesperada.

“A gente estava precisando pagar essa dívida e minha mãe já estava desesperada. Foi então que tivemos a ideia de fazer alguma coisa para vender, para juntar dinheiro. Pensamos, inicialmente, em bolo de pote, mas depois mudamos de ideia e optamos por geladinho”, disse.

Mesmo contando com apenas R$ 50 no bolso, a ideia foi colocada em prática em setembro de 2017, segundo ela. “A gente viu no You Tube algumas pessoas fazendo geladinho alcoólico e decidimos fazer também”, diz.

“Lembro que só tinha R$ 50, comprei os materiais e comecei a fazer”, conta.

Segundo ela, o dinheiro foi recuperado rapidamente, o que motivou a empreendedora a continuar. “O dinheiro que eu investi eu consegui recuperar em dois dias. O pessoal gostou e ia pegar em casa”, disse. Geladinhos de Émile são amarrados com fitinhas decorativas (Foto: Arquivo pessoal)

Geladinhos de Émile são amarrados com fitinhas decorativas (Foto: Arquivo pessoal)